Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Este Domingo promete...

por Maria Alfacinha, em 12.07.15

2015-07-12-casillas.jpg

Quem me conhece sabe que não ligo nenhuma a futebol. Não entendo a fobia, enerva-me o endeusamento de jogadores e/ou treinadores e irritam-me profundamente as quezílias inter-clubes. Não me incomodam as picardias entre amigos, nos dias seguintes aos jogos, as trocas de piropos, as piadolas mais ou menos engraçadas e de vez em quando - pasmem-se os Céus! - até interessantes. Já a violência, os jogos de poder, os rios de dinheiro que rolam no negócio, retiram, pelo menos para mim, todo o interesse naquilo que poderia ser um bom espectáculo.

 

Esta introdução só serve para justificar a minha ignorância no que toca a quase tudo o que diz respeito ao mundo do futebol mas, como faço questão de ler jornais ou assistir a noticiários, há coisas que não me passam completamente despercebidas. E foi assim que conheci (o ultimamente tão falado) Casillas, no dia em que interrompeu a entrevista da Carbonero (outra personagem que não fazia a mínima ideia que existia) com um beijo apaixonado, durante um directo da televisão espanhola, beijo esse que acabou por correr o mundo. Convenhamos... nem o coração mais empedernido ou uma quase-inimiga do futebol - moi-même! - consegue ficar indiferente a uma cena daquelas.

 

Nunca mais soube dele, nem dela, por razões obvias, até que esta semana voltou a ser notícia - daquelas que me passam pelos olhos - um porque vinha para o Porto e ela porque não queria vir, o que deu azo ao habitual sururu que surge cada vez que alguém "de fora" se atreve a desdenhar (ou apenas ignorar) os predicados de qualquer coisa que seja portuguesa. Vade retro sua espanhola ignorante e lá saltam por todo o lado, posts, artigos e listas de tudo o que temos de bom - e temos! - desde o clima à paisagem e à movida portuense, sem esquecer a enumeração das lojas de marca que qualquer mulher de jogador de futebol deve, com certeza, necessitar de ter ali mesmo ao virar da esquina.

 

A história acabaria aqui - que eu quero lá saber onde é que joga quem, ou que roupa é que é a preferida seja lá de quem for - não tivesse sido apanhada, há pouco, durante o noticiário, pela despedida emocionada de Casillas ao Real Madrid, clube a que esteve ligado durante 25 anos. Não conheço pormenores, nem preciso saber e só não tenho raiva a quem sabe porque não perco tempo com isso, mas ver um homem grande, a engasgar-se na emoção, quase me levou a fazer as pazes com o futebol.

 

É verdade que o estupor(zinho) - termo carinhoso - até a chorar, ou talvez por causa disso, ainda mais apetece comer mas, irra!... já não lhe bastava ser bonito e romântico e ainda tinha que se mostrar desenvergonhadamente sensível? Ai, sossega coraçao e deixa-me ir ali apanhar a roupa que há muita humidade no ar...

publicado às 14:48


4 comentários

De Cris a 13.07.2015 às 12:57

Hum, e não terá sido teatro? Eu não vi, mas... (sim, também sou uma daquelas que dá opinião sem saber do assunto, pelo menos, de vez em quando)

De Maria Alfacinha a 13.07.2015 às 12:59

Ai, não, não, não: eu vi!
Estava mesmo snif-snif, glup-glup... eu perdoava-lhe tudo naquele momento

De Fernando Lopes a 13.07.2015 às 13:02

Como portista só me interessa que defenda bem a baliza do Porto. Tudo o resto é folclore. Não sei porque se surpreendem tanto as mulheres com o choro de um homem; nós homens, ao contrário da fama, somos grandes chorões, basta bater a tecla certa.

De Maria Alfacinha a 13.07.2015 às 14:03

Ó pá... eu não me surpreendo, já vi alguns a chorar.
Mas que foi bonito, foi

Comentar post



Mais sobre mim

foto do autor


calendário

Julho 2015

D S T Q Q S S
1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728293031




 






O Meu Alpendre


Pesquisar

  Pesquisar no Blog

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2007
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2006
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D