Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



TPC

por Maria Alfacinha, em 06.12.11

Kitchen-1b.jpg

 

(...)

O dia amanheceu cinzento. Sara saltou da cama com entusiasmo e afastou as cortinas do quarto por sobre um longo manto verde e húmido. Vestiu o roupão sem pressa e sorriu para a paisagem. Depois de passar pela casa de banho onde lavou rapidamente a cara e os dentes saiu do quarto e desceu as escadas. O relógio marcava 6 da manhã. Com um pouco de sorte tinha ainda algumas horas de sossego antes que o telefone começasse a tocar ou alguém lhe batesse à porta.

Entrou na cozinha e dirigiu-se rapidamente para a máquina de café. Enquanto esta aquecia abriu a porta do frigorífico de onde tirou a manteiga, a compota e o leite. Colocou duas fatias de pão na torradeira escolheu algumas laranjas grandes e espremeu-as no espremedor enchendo dois copos de sumo doce. O pão torrado saltou, barrou-o com manteiga, voltou a encher a torradeira e colocou tudo na grande mesa da cozinha. Depois acendeu a televisão e sentou-se virada para a grande janela que dava para o pátio. Viu ao longe André que regressava da sua volta matinal com os cães. Pouco depois entravam todos pela cozinha.

“Já estás acordada?” perguntou André

“Está um dia maravilhoso, não reparaste?” respondeu ela enquanto preparava mais torradas

André sorriu: “Sim, já sei que adoras este tempo. Mas eu venho cheio de frio.”, respondeu enquanto enchia as tigelas dos cães com ração.

“Café?” perguntou Sara fazendo menção de se levantar

“Não.”, respondeu André pousando a mão no braço dela. “Deixa-me primeiro beber um sumo e comer as torradas. Já faço o café.”

Sentou-se ao lado dela e olhou para a televisão: “Disseram alguma coisa sobre a aldeia?”

“Não.”, respondeu Sara, “Ainda não. Mas não deve demorar. A jornalista disse que seria nas notícias da manha.”

“Ainda é cedo.”, disse André, “Se calhar não falam disso antes das 8.”

“Veremos.”, respondeu Sara, “quer se queira quer não sempre é um acontecimento.”

“Um triste acontecimento”, respondeu André, “não precisávamos de notícias destas.”

“Antes falada que esquecida.”, murmurou Sara

“Quê?”, perguntou André engolindo o sumo

“Nada… porque é que as loiras não se importam com as anedotas acerca delas?”

“São como os alentejanos… são elas que as inventam.” riu-se André. “Não sei. Porque é que as loiras não se importam com as anedotas acerca delas?”

“Antes faladas que esquecidas.” respondeu Sara triunfante.

“Queres dizer que a nossa aldeia é uma loira?”

“Quero dizer que não passa despercebida. Dava jeito mais turistas por aqui.”

“Sim, claro. Já estou a ver os cartazes. Venha visitar Casal da Cerca, onde o crime torna tudo mais interessante.”

“Parvo!”, riu-se Sara a contragosto

“Podíamos até convencer o Ferreira a fazer menus especiais: pequeno-almoço à Estripador, almoço à Serial-Killer e…”

“Chiuuu…” interrompeu Sara levantando o som da televisão. “Estão a falar do Casal.” (...)

 

in "Estranha Terra"

publicado às 12:39



Mais sobre mim

foto do autor


calendário

Dezembro 2011

D S T Q Q S S
123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031




 






O Meu Alpendre


Pesquisar

  Pesquisar no Blog

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2007
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2006
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D