Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Oxi, claro!

por Maria Alfacinha, em 05.07.15

529852.jpg

Sou facciosa, bem sei.

Lamento quem, por opção, só usa fato e gravata ou quem faz da carreira profissional um modo de vida, dos cofres cheios um objectivo, das compras um passatempo e já não sabe apreciar o brilho suave das manhãs de Primavera. Fujo de quem é certinho, alinhadinho, bem comportadinho e penteadinho. Afligem-me as casas que podem ser capa de revista, as fotos de família ensaiadas, os carros imaculadamente limpos. Detecto um sorriso falso até pelo cheiro. Prefiro mil vezes uma gargalhada inconveniente ou um murro na mesa.

 

Sempre tive um fraco por maus alunos e não mudei. Gosto de quem rema contra a maré, quem assume que não sabe por onde vai mas sabe por onde não quer ir, - sim, gosto de José Régio - gosto de quem tem dúvidas e passa a vida a enganar-se. Gosto de quem tem sonhos e deita as mãos à obra, como o jovem que resolveu angariar dinheiro para pagar uma dívida impossível e de todos os que o seguiram, porque quem sonha tem sempre esperança. Gosto de quem não fica indiferente.

 

Ah, falem-me de literatura mas não me falem de economia, que eu prefiro contar histórias do que dinheiro. Antes tropeçar uma vida inteira, do que abdicar de tudo aquilo em que acredito, do amor pelas gentes, da defesa dos que sofrem, das maravilhas da natureza, da emoção da música e da poesia. Aplaudo quem prefere morrer de pé, do que viver de joelhos. E quando me dizem – e dizem, e repetem, e insistem – que o mais correcto é conformar-me e aceitar um destino em que não acredito, é quando o meu coração grita mais alto e toma conta dos meus actos.

 

Haverá sempre quem me acuse de ser uma romântica.

Ó mentes iluminadas, que seria do Mundo sem os românticos?

publicado às 14:59


7 comentários

De poetaporkedeusker a 06.07.2015 às 12:03

Ah!!! A ESSE romantismo, partilho-o eu contigo!!! <3

De Cris a 13.07.2015 às 18:30

Mas que bom é poder ler-te!

De Maria Alfacinha a 14.07.2015 às 09:58

Não é fácil, mas não encontro palavras para agradecer.
Serve um abraço apertado?

De Cris a 14.07.2015 às 23:31

Um abraço, por vezes, é tudo o que é necessário. Obrigada.

De Maria Alfacinha a 15.07.2015 às 10:11

'tou safa!
É a minha especialidade :-)

Comentar post



Mais sobre mim

foto do autor


calendário

Julho 2015

D S T Q Q S S
1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728293031




 






O Meu Alpendre


Pesquisar

  Pesquisar no Blog

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2007
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2006
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D